Notícias

Posição da Direção da SCS face ao programa "Linha da Frente"

Posição da Direção da Sociedade Científica de Suinicultura face ao programa "Linha da Frente" transmitido pela RTP no passado dia 25 de fevereiro com o tema “E se nós falássemos”.

Tendo em conta o Bem Estar Animal na exploração das espécies pecuárias destinadas ao consumo humano, as sucessivas alterações legais têm vindo a ser ajustadas por forma a diminuir ou a anular situações tendentes a provocar stress, angústia ou dor.
Comparando a legislação atual com as sucessivas normativas anteriores, verifica-se claramente, que se deram passos importantes.
Também, o avanço tecnológico aplicado ao maneio das explorações pecuárias, tem vindo a contribuir para uma acentuada melhoria das condições de bem estar animal.
A Sociedade Científica de Suinicultura sempre tratou, e sempre tratará a problemática do Bem Estar Animal com todo o respeito que o animal de produção, nomeadamente o da espécie suína merece, com a certeza de que, sem radicalismos, ideologias, ou ideias pré-concebidas, será possível de uma forma sensata melhorar ainda mais as condições de bem-estar animal.
Ao fazê-lo, agradece e dignifica o enorme e nobre contributo do animal, como principal pilar da alimentação de milhões de seres humanos, e até de outras espécies, não descurando o seu papel relevante no equilíbrio do ecossistema do nosso Planeta.
Razões mais do que suficientes, para que este assunto seja abordado com todo o respeito e seriedade. O programa “Linha da Frente”, transmitido em horário nobre pela RTP, no passado dia 25 de fevereiro e subordinado ao tema “E se nós falássemos”, é o perfeito paradigma do inverso;
Falta de respeito pelo próprio animal, porque através de tantas afirmações falsas e pouco coerentes em nada contribuiu para a melhoria das condições do seu bem estar.
Falta de respeito para com aqueles que honestamente trabalham dia a dia, e que com o seu esforço contribuem para a economia do nosso País, os quais, não tenhamos dúvidas, são os primeiros interessados no bem estar dos seus animais.
Falta de respeito pelo próprio telespectador, pela forma distorcida e pouco séria como o programa foi apresentado.
É bem notória a forma enganosa como o programa vai sendo conduzido, parecendo mais um programa encomendado por “alguém”, que através de um tema tão sensível, pretende atingir outros objectivos.
Nota-se perfeitamente a forma como as respostas de alguns intervenientes foram manipuladas ou cortadas em momentos que podem induzir à dúvida ou incertezas a quem assistiu ao programa.
Afirmações completamente absurdas, de pouco conhecimento profissional, mas acima de tudo demonstrativas de pouca ou nenhuma ética deontológica, por parte de alguém que se diz técnica superior e que não tem a coragem de mostrar a cara.
Afirmações com carácter de irrefutabilidade e por isso incontestáveis, mas carecidas de fundamentação científica.
Outras pura e simplesmente falsas.
A utilização profissional e estratégica do som para impressionar e sensibilizar o telespectador.
Em suma, um péssimo serviço prestado pela RTP na informação ao público em geral, mas certamente, e queremos acreditar sem intenção, servindo outros interesses ou outras ideologias.

Melhores Cumprimentos

A Direção da Sociedade Científica de Suinicultura

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência e utilização. Ao continuar a navegar está a concordar com a utilização de cookies neste site.
Ok